Central de Monitoramento: terceirizar ou fazer internamente?
1 de fevereiro de 2024
central-de-monitoramento

Com o crescimento da demanda por soluções de segurança eletrônica nos últimos anos como portaria remota, sistemas de alarme e CFTV, as empresas do segmento buscam respostas para uma dúvida frequente: como oferecer o serviço de monitoramento aos clientes que atendo? 

Em sintase, neste caso existem duas opções: implantar uma central própria de monitoramento ou terceirizar o serviço.

Desde já, a resposta nem sempre é tão simples, já que é também uma decisão estratégica tomada pelos gestores de acordo com fatores que vão além do orçamento necessário para a implantação.

O que é uma central de monitoramento própria?

A princípio, uma central de monitoramento própria, é uma maneira de oferecer a solução completa que o seu cliente busca: projeto de segurança eletrônica, instalação dos equipamentos e monitoramento remoto 24 horas por dia.

Ou seja, para você que possui empresa no segmento de segurança e quer oferecer o serviço de monitoramento, a principal vantagem é garantir um faturamento recorrente através das mensalidades do serviço de monitoramento, melhorando seus resultados financeiros e a própria fidelização dos clientes. 

Porém, uma central de monitoramento própria exige um alto investimento em estrutura e recursos humanos; por isso, é importante planejar e analisar se os custos envolvidos são interessantes frente ao faturamento a ser gerado.

O que é uma central de monitoramento terceirizada?  

A central de monitoramento terceirizada é oferecida por uma empresa especializada que utiliza infraestrutura própria.

Assim, assumindo os custos com o corpo técnico, encargos trabalhistas, licença de software, servidores, geradores, internet, telefone e outros riscos do negócio, cobrando o profissional de segurança apenas pela quantidade de contas monitoradas pela central terceirizada, reduzindo drasticamente os custos operacionais e otimizando todo o tempo do gestor.

Conheça como funciona a central própria: 

O primeiro passo para ter uma central de monitoramento própria é buscar um imóvel adequado para a operação. Logo, o local deve ser seguro, de preferência com blindagem e acessos restritos, além de poder, suportar os equipamentos necessários e esteja numa localização com oferta abundante de links de internet. 

Sendo assim, cada atendente necessita de computadores e monitores de ponta que suportem a operação ininterrupta, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Servidores locais, com redundância de dados na nuvem, são primordiais para garantir a segurança e sincronização dos dados da sua Central de Monitoramento. 

Toda infraestrutura de TI deve contar com equipamentos que permitam a operação em tempo real, com fibras óticas que tornem o processo mais ágil e seguro.

Antes de mais nada, para que sua operação não fique instável ou indisponível, você deverá ter, pelo menos, três links de internet de altíssima velocidade operando ao mesmo tempo. 

Em resumo, o ideal é que seu servidor conte com um sistema que identifique o link mais estável e rápido, faça a alteração de links em caso de instabilidade ou quedas, mantendo a operação no ar o tempo todo.

Além da internet, invista em redundância energética, utilizando nobreaks de alto desempenho e geradores de energia que mantenham a disponibilidade em caso de queda na distribuição local.

Como funciona a central terceirizada: 

A central terceirizada utiliza uma infraestrutura própria, assumindo os custos e demais especificações. No caso do atendimento dos clientes, quem decide como a empresa terceirizada irá responder às ocorrências é a empresa contratante, que pode ter diferentes acordos com seus clientes. 

Neste caso, é importante que a empresa terceirizada respeite os procedimentos da contratante. Dessa forma, você garante o bom atendimento e o cliente fica satisfeito com os seus serviços.

O que ponderar na hora de escolher: 

Ao escolher entre uma central de monitoramento própria ou terceirizada, é importante considerar alguns fatores como:

  • o orçamento disponível
  • a estrutura necessária para a operação 
  • a qualidade do serviço prestado
  • a segurança dos dados
  • a disponibilidade do serviço
  • a capacidade de atendimento
  • experiência da empresa no mercado

Em resumo, isso deverá ser ponderado as limitações e necessidades do seu negócio. A melhor solução deve ser a que você consegue custear e gerar uma boa experiência para o cliente final. 

Como a Monuv pode te ajudar a criar sua operação de monitoramento

De antemão, caso você opte por criar sua operação de monitoramento por imagem, a Monuv é a melhor solução.

Com ampla aplicação em gestão de imagens e backup em nuvem, monitoramento e prevenção de intrusão, e monitoramento investigativo, a plataforma permite evitar problemas como:

  • Falta de verificação visual e evidências
  • Tempo alto de validação da ocorrência
  • Resposta ineficiente
  • Alto volume de falsos alertas positivos
  • Dificuldade na tomada de decisões
  • Limitação na identificação de intrusos
  • Subutilização de recursos de câmeras
  • Desconfiança na credibilidade dos alarmes

A Monuv é a primeira empresa brasileira a desenvolver um VMS em nuvem com Inteligência Artificial. Tornando as centrais de monitoramento mais eficientes e permitindo o crescimento escalável dessas empresas, eliminando a necessidade de investir e administrar caras infraestruturas de TI. 

Usando o monitoramento por inteligência artificial, as centrais recebem, em média, 100 vezes menos falsos alertas, resultando em uma operação mais eficiente e com menor custo, impactando também na satisfação dos clientes finais e no nível de serviço entregue.

Conclusão

Em síntese, a escolha entre uma central de monitoramento própria ou terceirizada é uma decisão estratégica que deve ser tomada de acordo com fatores que vão além do orçamento necessário para a implantação.

Ambas as opções têm seus prós e contras, e a escolha dependerá de vários fatores, como o tamanho do negócio, o orçamento disponível, a complexidade do sistema de monitoramento e a disponibilidade de recursos internos.

Em empresas que optam por adotar o modelo de central de monitoramento própria ou terceirizada, a Monuv é a solução perfeita para garantir qualidade no nível de serviço entregue, eficiência em serviços e facilidade na gestão diária das imagens captadas por qualquer câmera existente.

SEJA UM PARCEIRO MONUV!

Índice

compartilhe

Leia mais…